Sobre este guia

Este guia apresenta instruções básicas sobre como utilizar um ambiente da ToolsCloud. Ele não pretende ser um guia completo sobre cada uma das ferramentas disponíveis. A documentação específica das ferramentas disponíveis no ambiente ToolsCloud pode ser obtida no site de cada uma delas, cujos links podem ser obtidos aqui.

Iniciando

Ao adquirir uma assinatura de um ambiente da ToolsClud, você receberá:

  1. Uma URL para acessar o seu ambiente que terá o seguinte formato: <EMPRESA>.toolscloud.net . Esta é a sua URL de acesso.
  2. Um usuário e senha para acessar a ferramenta de Help Desk da ToolsCloud. É nesta ferramenta que você irá reportar problemas com o seu ambiente.
  3. Um usuário inicial “toolscloud” e uma senha para você começar a usar o seu ambiente. Note que você deve trocar a senha deste usuário quando você receber o ambiente.

Tenha estas informações à mão para configurar o seu ambiente.

Todas as ferramentas serão acessadas através da sua URL de acesso. As ferramentas disponíveis e suas respectivas URLs são:

  1. <EMPRESA>.toolscloud.net/users : acesso à ferramenta phpldapadmin, que permite controlar os usuários que terão acesso ao sistema.
  2. <EMPRESA>.toolscloud.net/redmine : acesso à ferramenta Redmine, um gerenciador de pendências (Issue Tracker).
  3. <EMPRESA>.toolscloud.net/repos : acesso ao repositório de código fonte Subversion
  4. <EMPRESA>.toolscloud.net/git : acesso ao repositório de código fonte GIT
  5. <EMPRESA>.toolscloud.net/hudson : acesso à ferramenta de integração contínua Hudson
  6. <EMPRESA>.toolscloud.net/nexus : acesso à ferramenta de controle de artefatos Maven Nexus
  7. <EMPRESA>.toolscloud.net/toolscloud : acesso à ferramenta ToolsCloud Manager
  8. <EMPRESA>.toolscloud.net : a sua URL de acesso ao ambiente, que também contém links para todas as demais ferramentas.
  9. ftp://<USUARIO>@<EMPRESA>.toolscloud.net: endereço para ter acesso ao servidor de FTP do seu ambiente ToolsCloud.

Para começar a utilizar o seu ambiente, é necessário fazer algumas configurações iniciais. Para isso, acesse a URL https://<EMPRESA>.toolscloud.net/toolscloud/manager e preencha as informações solicitadas. Depois clique no botão “Gerar Configuração”. Para que as suas alterações tenham efeito, é necessário reiniciar os servidores de aplicação. Na tela que aparecerá a seguir, reinicie o Apache e o JBoss.

Como criar e modificar usuários do ambiente

Os usuários que podem utilizar o ambiente ToolsCloud são controlados pelo servidor LDAP. Você pode acessar o servidor LDAP do seu ambiente através da ferramenta phpldapadmin. Esta ferramenta pode ser acessada através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/users .

Como criar um novo usuário:

  1. Para se logar na ferramenta phpldapadmin pela primeira vez, você precisa usar o usuário toolscloud. Logue-se usando o toolscloud e a senha que você recebeu para este usuário.
  2. Para criar um novo usuário, clique em “Criar Novo” na subárvore “ou=users”, como mostra a figura 1 Figura 1: Criando um novo usuário
  3. Na tela seguinte, escolha a opção “User Account”
  4. Preencha os dados do novo usuário, como mostra a figura 2 Figura 2: Dados de um novo usuário
  5. Note que o campo “Common Name” contém o nome de usuário que o usuário utilizará para fazer login em todas as ferramentas. Procure escolher um nome de usuário sem espaços e que seja adequado para uso como login. Você pode optar por usar um padrão nome.sobrenome, por exemplo, ou apenas o primeiro nome da pessoa, ou outra convenção, a seu critério.
  6. No campo GID Number, escolha a opção “accounts”. Isso fará com que este número seja gerado automaticamente para o usuário
  7. Clique em “criar objeto”
  8. Na tela seguinte, clique em “Inserir Novo Atributo”
  9. No formulário que irá abrir, escolha “mail” e preencha com o email do usuário. Depois clique em Inserir.

Note que os usuários criados podem se logar diretamente no LDAP para modificar a sua própria senha, mas não poderão alterar a senha dos demais usuários, a menos que sejam usuários administradores.

Como um usuário pode modificar os seus próprios dados:

  1. O usuário deve se logar na ferramenta phpldapadmin usando como “Login DN” o seguinte: “cn=<nome de usuario>,ou=users,dc=toolscloud,dc=com” . Onde <nome de usuario> é o valor colocado no campo “Common Name”, como mostra a figura 3. Figura 3: Login de um usuário
  2. Encontre o registro do usuário na subárvore “ou=users” e clique no registro, como mostra a figura 4 Figura 4: Selecionando um usuário no LDAP
  3. Modifique os dados desejados e clique em “Salvar Alterações”
  4. Na tela seguinte, clique em “Confirmar”

Como transformar um usuário em administrador do LDAP:

Usuários que são administradores do LDAP podem criar novos usuários, modificar outros usuários e dar permissões de acesso a eles. Os usuários administradores do LDAP são aqueles que fazem parte do grupo “ldap-admin”. Para transformar um usuário em administrador do LDAP, faça o seguinte:

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário administrador. Se você não configurou nenhum usuário administrador, você pode usar o usuário toolscloud.
  2. Selecione o grupo “ldap-admin” na subárvore “ou=groups”
  3. Marque os usuários que você deseja incluir no grupo ldap-admin
  4. Clique em “Salvar Alterações”

Como alterar os dados de um usuário:

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Escolha o usuário que deseja alterar os dados na subárvore ou=users
  3. Altere os dados e clique em “Salvar Alterações”
  4. Na tela seguinte, confirme clicando em “Confirmar”

Como dar permissão de acesso ao Hudson

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Vá na subárvore ou=groups/ou=hudson-groups. Você verá dois subgrupos lá: hudson-admin e hudson-users, como mostra a figura 5. Os usuários que são membros do grupo hudson-users podem utilizar o Hudson, iniciar builds e outras funções. Os usuários que são membros do grupo hudson-admin podem administrar o Hudson. É possível criar outras configurações e grupos. Veja a seção Como criar novos grupos de acesso para o Hudson se você quiser criar configurações mais avançadas. Figura 5: Grupos que controlam o acesso ao Hudson
  3. Escolha o grupo em que deseja incluir o usuário e clique nele
  4. Marque os usuários que farão parte deste grupo e clique em “Salvar Alterações”

Como dar permissão de acesso ao Nexus

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Vá na subárvore ou=groups/ou-nexus-groups. Você verá vários subgrupos lá, como mostra a figura 6. Cada um destes subgrupos correponde a um papel (role) no Nexus. Para saber o que permite cada um destes roles, veja a configuração do próprio Nexus. Note que estes são os papéis configurados por default no Nexus, mas você pode criar novos papéis e adicionar o papel correspondente no LDAP. Figura 6: Grupos que controlam o acesso ao Nexus
  3. Escolha o subgrupo correspondente ao papel que você deseja dar e adicione os usuários a ele. Note que o mesmo usuário pode fazer parte de vários grupos.
  4. Clique em “Salvar Alterações”

Como dar permissão de acesso ao Subversion

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Vá na subárvore ou=groups/ou=svn-groups. Você verá um subgrupo chamado “employees”, como mostra a figura 7. Por default, nenhum usuário ou grupo possui acesso ao repositório Subversion, mas você pode usar o grupo “employees” para definir regras de acesso. Se você deseja adicionar um usuário a este grupo, clique nele, selecione os usuários que irão pertencer ao grupo e clique em “Salvar Alterações”. Figura 7: Grupos que controlam o acesso ao Subversion

Você pode também limitar o acesso por caminho do Subversion criando novos subgrupos. Por exemplo, você poderia criar um grupo “projetoX” que conteria somente os usuários que poderiam acessar o caminho <EMPRESA>.toolscloud.net/repos/projetox . Veja a seção Configurando acesso ao Subversion na documentação do ToolsCloud Manager para ver como fazer configurações por grupos.

Como dar permissão de acesso ao GIT

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Vá na subárvore ou=groups/ou=git-groups. Você verá um subgrupo chamado “employees”, como mostra a figura 8. Se você deseja adicionar um usuário a este grupo, clique nele, selecione os usuários que irão pertencer ao grupo e clique em “Salvar Alterações”. Por default, nenhum grupo tem permissão de leitura e escrita no repositório inicial do GIT, que se chama repository.git. Para dar acesso ao repositório, veja a seção Configurando acesso ao GIT na documentação do ToolsCloud Manager. Figura 8: Grupos que controlam o acesso ao GIT

Você pode também limitar o acesso por caminho do GIT criando novos subgrupos. Por exemplo, você poderia criar um grupo “projetoX” que conteria somente os usuários que poderiam acessar o caminho <EMPRESA>.toolscloud.net/git/projetox.git , por exemplo. Veja a seção Configurando acesso ao GIT na documentação do ToolsCloud Manager para ver como fazer configurações por grupos.

Como dar permissão de acesso ao FTP

  1. Logue-se na ferramenta phpldapadmin com um usuário que seja administrador do LDAP
  2. Vá na subárvore ou=groups/ou=ftp-groups. Você verá um subgrupo chamado “employees”, como mostra a figura 9. Se você deseja adicionar um usuário a este grupo, clique nele, selecione os usuários que irão pertencer ao grupo e clique em “Salvar Alterações”. Figura 9: Grupos que controlam o acesso ao FTP

Os membros do grupo employees possuem acesso de leitura e escrita aos diretórios disponibilizados no FTP do seu ambiente.

Como utilizar a ferramenta Subversion

O seu ambiente ToolsCloud possui um repositório pré-configurado que pode ser acessado através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/repos . Por default, todos os usuários do grupo “employees” na subárvore ou=groups/ou-svn-groups têm acesso de leitura e escrita neste repositório. Veja como incluir usuários neste grupo aqui. Você pode também limitar o acesso por caminho do Subversion criando novos subgrupos. Por exemplo, você poderia criar um grupo “projetoX” que conteria somente os usuários que poderiam acessar o caminho <EMPRESA>.toolscloud.net/repos/projetox , por exemplo. Veja a seção Configurando acesso ao Subversion na documentação do ToolsCloud Manager para ver como fazer configurações por grupos.

Você pode visualizar o seu repositório no browser, através da url <EMPRESA>.toolscloud.net/repos . Note que o acesso via browser obedece as mesmas restrições de acesso que o uso através de aplicações compatíveis com o Subversion. Assim, só usuários com permissão que acesso a todo o repositório, ou seja, ao caminho “/”, poderão acessar a URL <EMPRESA>.toolscloud.net/repos . Se um usuário só possui permissão de acesso ao caminho “/projetox”, ele só conseguirá acessar a URL <EMPRESA>.toolscloud.net/repos/projetox , por exemplo.

Para acessar o repositório Subversion, você pode usar uma ferramenta gráfica, como o TortoiseSVN ou o SmartSVN, ou via linha de comando, se você possui um cliente Subversion instalado no seu computador.

Veja como realizar algumas operações no Subversion via linha de comando:

Para criar um novo projeto, com a estrutura padrão (trunk, tags e branches):

svn mkdir https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO> -m "Commit inicial"
svn mkdir https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk -m "Commit inicial"
svn mkdir https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/tags -m "Commit inicial"
svn mkdir https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/branches -m "Commit inicial"

Para importar código de um projeto para o Subversion, depois de criar o projeto:

svn import <NOME DO PROJETO> https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk/ -m "Commit inicial"

Para consultar e ver como ficou, vá no browser em: https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk/

Para fazer um checkout de um projeto, ou seja, recuperar o código do servidor para o seu computador:

svn co https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk <NOME DO PROJETO>

Para fazer um commit, ou seja, enviar código modificado para o servidor:

svn commit -m "Modificacao para teste"

Para fazer um update, ou seja, recuperar as atualizações do servidor:

svn update

Para ver o log das mudanças:

svn log

Se você já possui um repositório Subversion, você pode importar todo o conteúdo dele com o histórico para o seu novo repositório no ambiente da ToolsCloud. Note que para fazer isso, o seu repositório deve estar vazio.

A importação é feita com a ferramenta svnsync, que normalmente é instalada com o seu cliente Subversion. Para usar a ferramenta, execute os seguintes comandos em um diretório vazio:

svnsync init --username=<nome-do-usuario> --password=<senha-do-usuario> https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos https://<REPOSITORIO DE ORIGEM>

svnsync sync https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos

Ao executar este comando, todo o histórico do repositório de origem será importado no repositório do seu ambiente da ToolsCloud. Note que se o seu repositório for grande, esta operação pode demorar bastante tempo.

É possível interromper o processo de importanção e continuá-lo depois. No entanto, se você interromper o processo, provavelmente quando executar o comando svnsync sync novamente, você receberá a seguinte mensagem de erro: “Failed to get lock on destination repos”. Se isto acontecer, libere o lock do repositório executando o seguinte comando:

svn propdel svn:sync-lock --revprop -r 0  https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos

Como utilizar a ferramenta GIT

O seu ambiente ToolsCloud possui um repositório pré-configurado que pode ser acessado através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/git/repository.git . Por default, nenhum usuário tem acesso de leitura ou escrita neste repositório. Os grupos que podem ter acesso aos repositórios do GIT são aqueles que estão sob a subárvore do LDAP ou=groups/git-groups. O seu ambiente já vem com um grupo pré-configurado chamado “employees”. Você pode adicionar usuários a este grupo e dar permissão ao grupo para acesso ao repositório pré-configurado usando a ferramenta ToolsCloud Manager. Você pode também limitar o acesso por caminho do GIT criando novos subgrupos. Por exemplo, você poderia criar um grupo “projetoX” que conteria somente os usuários que poderiam acessar o caminho <EMPRESA>.toolscloud.net/git/repository.git/projetox , por exemplo. Veja a seção Configurando acesso ao GIT na documentação do ToolsCloud Manager para ver como fazer configurações por grupos.

Você pode visualizar o seu repositório no browser, através da url <EMPRESA>.toolscloud.net/git . Note que o acesso via browser obedece as mesmas restrições de acesso que o uso através de aplicações compatíveis com o GIT. Assim, só usuários com permissão que acesso a todo o repositório, ou seja, ao caminho “/”, poderão acessar a URL <EMPRESA>.toolscloud.net/git/ . Se um usuário só possui permissão de acesso ao caminho “/repository.git/projetox”, ele só conseguirá acessar a URL <EMPRESA>.toolscloud.net/git/repository.git/projetox , por exemplo.

Você também pode criar outros repositórios no GIT, se desejar. Para saber como fazer isso, veja a seção Como criar novos repositórios GIT, na documentação da ferramenta ToolsCloud Manager.

Para acessar o repositório GIT, você pode usar uma ferramenta gráfica, como o TortoiseGIT ou o SmartGIT, ou via linha de comando, se você possui um cliente GIT instalado no seu computador.

Veja como realizar algumas operações no GIT via linha de comando:

Como fazer um clone do repositório remoto:

git clone https://<USUARIO>@<EMPRESA>.toolscloud.net/git/repository.git

Como adicionar os arquivos no git:

git add .

Este comando adiciona todos os arquivos em um determinado diretório.

Como commitar todas as mudanças:

git commit -a

Para ver as mudanças realizadas:

git diff

Para ver o status dos arquivos (quem foi modificado, etc):

git status

Para ver o log do que já foi feito:

git log

Para ver que branches existem no repositório:

git branch

Para criar um branch no repositório local:

git branch <NOME DO BRANCH>

Veja os branches novamente. Note que o branch com asterisco é onde você está trabalhando:

Para começar a trabalhar em outro branch:

git checkout <NOME DO BRANCH>

Para voltar para o branch master:

git checkout master

Para fazer merge das suas mudanças no master:

git merge <NOME DO BRANCH>

Para enviar todas as mudanças para o repositório remoto:

git push --all

Entre no repositório remoto e veja o que aconteceu. Note que o os commits possuem sempre dois responsáveis: o “author” que é quem fez a alteração e o “commiter” que é quem commitou a alteração. Para configurar quem deve ser o autor do commit, você pode usar o comando:

git config --global user.name "Your Name Comes Here"
git config --global user.email you@yourdomain.example.com

Como utilizar a ferramenta Redmine

A ferramenta Redmine pode ser acessada através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/redmine .

O acesso ao Redmine pode ser feito por qualquer usuário que esteja no seu LDAP. Porém, ele só conseguirá efetivamente ver os projetos e o conteúdo do Redmine depois que receber permissão de acesso.

A configuração dos perfis e permissões de acesso ao Redmine é feita no próprio Redmine. Porém, um usuário só está disponível para ser configurado no Redmine depois do primeiro login. Por isso, antes de poder configurar o acesso do usuário ao Redmine, é necessário que este usuário se logue na ferramente pelo menos uma vez.

Para transformar um usuário em administrador do Redmine:

  1. Logue o usuário que deseja dar acesso no Redmine. Isso fará com que o Redmine recupere seus dados do LDAP e crie o seu usuário. Faça logout. Entre no Redmine como usuário administrador, que na configuração inicial é o usuário toolscloud
  2. Clique em Administration/Users
  3. Encontre o usuário que você quer transformar em administrador e clique nele
  4. Marque a opção “Administrator” e clique em “Save”

Para dar permissões de acesso ao Redmine para um usuário:

  1. Logue o usuário que deseja dar acesso no Redmine. Isso fará com que o Redmine recupere seus dados do LDAP e crie o seu usuário. Faça logout. Entre no Redmine como usuário administrador, que na configuração inicial é o usuário toolscloud
  2. Clique em Administration/Groups
  3. Se o grupo com as permissões que você quer dar para o usuário já existe, simplesmente inclua-o no grupo.
  4. Se você preferir, crie um novo grupo
  5. Na aba “Users”, escolha os usuários que devem fazer parte do grupo
  6. Na aba “Projects” escolha as permissões que você deseja dar para os membros do grupo em cada projeto

Para criar um novo projeto:

  1. Clique em Administration/Projects/New Project
  2. Em Name coloque o nome do projeto e em identifier coloque um idenficador para o projeto, em letras minúsculas. Se quiser que só pessoas autorizadas vejam o projeto, desmarque a opção Public.
  3. Marque todos os modulos disponíveis. Isso fará com que seu projeto tenha a funcionalidade de todos os plugins do Redmine disponíveis.
  4. Vá em Members e selecione quem pode acessar do projeto e o que
  5. Vá em Versions e crie uma nova versão para o projeto, se quiser
  6. Vá em Repository, selecione Subversion ou GIT e configure o repositório do projeto, se quiser. Veja como fazer isso na seção a seguir
  7. Vá em Forum e crie um novo forum para o projeto, se quiser

Para que os commits feitos no Subversion ou GIT apareçam na pendência associada a eles:

  1. Configure o repositório Subversion ou GIT utilizado pelo seu projeto: Se você estiver usando Subversion:
    1. Vá em Administration/Projects e escolha o seu projeto
    2. Clique na aba Repository
    3. Em SCM, selecione “Subversion”
    4. Em URL, coloque https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk Note que você pode associar qualquer path à URL. Neste exemplo, está sendo associado somente o path do trunk, mas seria possível associar todo o projeto e seus branches. É também possível limitar mais ainda, colocando um path mais específico como https://<EMPRESA>.toolscloud.net/repos/<NOME DO PROJETO>/trunk/codebase, por exemplo. Observe, no entanto, que quanto maior for o repositório, mais tempo o Redmine irá usar para coletar dados e estatísticas dele. Por isso, se você possui um repositório grande, tente colocar paths mais limitados para que a quantidade de dados processada não seja muito grande.

    Se você estiver usando o GIT:

    1. Vá em Administration/Projects e escolha o seu projeto
    2. Clique na aba Repository
    3. Em SCM, selecione “GIT”
    4. No Path to .git directory, escolha o caminho no disco local do seu repositório GIT, que no ambiente ToolsCloud é sempre /applications/git/<NOME DO REPOSITORIO>. Se você está usando o repositório default, o path será /applications/git/repository.git Note que quanto maior for o repositório, mais tempo o Redmine irá usar para coletar dados e estatísticas dele. Por isso, se você possui um repositório grande, pode demorar um bom tempo para que o Redmine processe os dados dele. Por isso, usando o GIT, é uma boa política usar diversos repositórios menores, em geral um por projeto.
  2. Depois que o Redmine estiver integrado com o repositório, commite um arquivo colocando como comentário da pendência o seguinte: Onde X é o código da pendencia. Depois, volte na pendencia no Redmine e veja o seu commit associado a ela. IssueID #X – Mensagem Todos os commits que obedecerem este padrão irão automaticamente ser integrados ao Redmine.

Como utilizar a ferramenta Hudson:

A ferramenta Hudson pode ser acessada através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/hudson .

O Hudson pode ser acessado por usuários cadastrados no LDAP que estejam no grupo hudson-users do LDAP. O Hudson pode ser administrado por usuários que estejam no grupo hudson-admin do LDAP.

Por isso, para dar permissão de acesso ao Hudson a um usuário, faça o seguinte:

  1. Cadastre o usuário no LDAP
  2. No LDAP, vá na subárvore groups / hudson-groups e escolha um dos grupos que deseja (hudson-users ou hudson-admin).
  3. Marque os usuários que deseja adicionar no grupo e grave suas alterações.

Depois disso, você pode se logar no Hudson e criar as tarefas normalmente.

O Hudson do ambiente ToolsCloud já vem com algumas plugins instalados para melhorar a sua experiência com ele. Um destes plugins permite a integração com o Redmine. Por isso, ao criar uma nova tarefa, você poderá associar a ela um projeto correspondente no Redmine. Isso permite que a cada build você possa ver as pendências associadas a ela.

Como criar novos grupos de acesso para o Hudson

Você pode criar permissões de acesso mais complexas para o Hudson. Para isso, faça o seguinte:

  1. Na tela principal do Hudson, clique em “Gerenciar Hudson”
  2. Na tela seguinte, clique em “Configurar Sistema”
  3. Procure por uma seção chamada “Autorização”. Lá você verá os grupos ROLE_HUDSON-ADMIN (correspondente ao grupo hudson-admin do LDAP) e ROLE_HUDSON-USERS (correspondente ao grupo hudson-users). Você pode adicionar novos grupos ou mudar a permissão dos grupos atuais. Note que cada novo grupo que você adiciona no LDAP deve estar sob o grupo hudson-groups. Note também que ao referenciar o mesmo grupo no Hudson, você deve concatenar o nome do grupo com o prefixo “ROLE_”. Por exemplo, se você criar um grupo no LDAP chamado “readonly”, o nome do grupo no Hudson deve ser ROLE_READONLY.

Como utilizar a ferramenta Nexus

A ferramenta Nexus pode ser acessada através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/nexus .

Para ter acesso ao Nexus, os usuários do LDAP devem fazer parte de um dos grupos da subárvore ou=groups/nexus-groups. Cada um dos subgrupos dá um conjunto de permissões específicas, que você pode configurar no próprio Nexus. Veja a seção Como dar permissão de acesso ao Nexus para mais informações.

Depois que os usuários estão corretamente configudados, você precisa configurar o seu /.m2/settings.xml de forma que ele fique assim:

<settings xmlns="http://maven.apache.org/POM/4.0.0" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance" xsi:schemaLocation="http://maven.apache.org/POM/4.0.0           http://maven.apache.org/xsd/settings-1.0.0.xsd">

  <servers>
    <server>
      <id>Releases</id>

      <username><!-- seu user name --></username>
      <password><!-- sua senha --></password>
    </server>
    <server>
      <id>Snapshots</id>

      <username><!-- seu user name --></username>
      <password><!-- sua senha --></password>
    </server>
    <server>
      <id>nexus</id>

      <username><!-- seu user name --></username>
      <password><!-- sua senha --></password>
    </server>
  </servers>
  <mirrors>

    <mirror>
      <id>nexus</id>
      <mirrorOf>*</mirrorOf>
      <url>https://<EMPRESA>.toolscloud.net/nexus/content/groups/public/</url>

    </mirror>
  </mirrors>
  <profiles>
      <profile>
           <id>alwaysActiveProfiles</id>
           <repositories>
           <repository>
                <id>central</id>
                <url>http://central</url>
                <releases><enabled>true</enabled></releases>
                <snapshots><enabled>true</enabled></snapshots>
          </repository>
          </repositories>
 <pluginRepositories>
 <pluginRepository>
              <id>central</id>
              <url>http://central</url>
              <releases><enabled>true</enabled></releases>
              <snapshots><enabled>true</enabled></snapshots>
 </pluginRepository>
 </pluginRepositories>
 </profile>
</profiles>

<activeProfiles>
     <activeProfile>alwaysActiveProfiles</activeProfile>
</activeProfiles>
 </settings>

Não esquecendo de colocar o seu nome do usuário e senha e a URL correta do Nexus.

Para conectar o seu projeto Maven com o Nexus, de forma que você possa fazer deploy de artefatos nele, configure o distributionManagement do seu pom.xml com o seguinte:

<distributionManagement>

    <repository>
      <id>Releases</id>
      <name>ToolsCloud Releases Repository</name>
      <url>dav:https://<EMPRESA>.toolscloud.net/nexus/content/repositories/releases/</url>

    </repository>
    <snapshotRepository>
      <id>Snapshots</id>
      <name>ToolsCloud Snapshots Repository</name>
      <url>dav:https://<EMPRESA>.toolscloud.net/nexus/content/repositories/snapshots/</url>

    </snapshotRepository>
  </distributionManagement>

Colocando as URLs corretas do servidor usado. E não esqueça de commitar o código para que estas alterações sejam visíveis para todos!

Como utilizar a ferramenta ToolsCloud Manager

A ferramenta ToolsCloud Manager pode ser acessada através da URL <EMPRESA>.toolscloud.net/toolscloud/manager .

Para saber como utilizar o ToolsCloud Manager, consulte o Guia de Utilização do ToolsCloud Manager

Como utilizar o FTP do seu ambiente

O seu ambiente ToolsCloud possui um servidor de FTP que pode ser acessado através da URL ftp://<USUARIO>@<EMPRESA>.toolscloud.net .

Usando o FTP, você pode acessar e modificar alguns diretórios do seu ambiente. Particularmente, você terá acesso aos diretórios de trabalho do Hudson e ao diretório .m2, onde o repositório Maven usando pelo Hudson é armazenado. Você poderá também criar novos diretórios e arquivos.